quinta-feira, 21 de maio de 2009

Há dias assim...

Hoje fez um dia de sol. Calor. Podia ter sido um dia perfeito, mas não foi.

Magoa ouvir as palavras mais duras e estúpidas vindas das pessoas que mais gostamos. Até questionamos se realmente conhecemos a pessoa que nos diz tal atrocidades.

Fico desiludida e com vontade de evaporar.

De maneira que é assim. Hoje foi um dia não.

3 comentários:

Saltos Altos Vermelhos disse...

aiiii! é verdade que dói mas aprendemos não é?

Pepper disse...

Para mim dia não é dia sem café! 'Tá? :D

b.vilão disse...

Serão sempre as palavras.
Porque,
"Entre nós e as palavras há metal fundente. Entre nós e as palavras há hélices que andam e podem dar-nos morte, violar-nos, tirar
do mais fundo de nós o mais útil segredo.
Entre nós e as palavras há perfis ardentes. Espaços cheios de gente de costas. Altas flores venenosas, portas por abrir e escadas e ponteiros e crianças sentadas
à espera do seu tempo e do seu precipício", lá diria o grande Mário...