domingo, 11 de março de 2012

Amamentação ad eternum

Eu cá não quero atiçar discussões nem considerar a minha opinião como superior e suprema.
Mas ainda há pouco lia a 'notícia' de uma personagem conhecida da nossa praça televisiva que ainda amamentava o filho com 28 meses. A mesma que se ia finando com a crença (teimosia) de levar até ao fim o parto em casa. Quanto a isto: No comments.
Só acho que devia ter ficado bem latente que dar de mamar uma criança até aos 7 anos (!!!!) é tão válido como a opção de não querer dar de mamar de todo. Ou então fazê-lo até onde achar adequado.
Uma opção não implica que se critique a outra opção. Prolongar eternamente a amamentação porque isso cria laços familiares mais fortes e porque a criança fica com uma saúde de super homem e mais sei lá o quê, não é verdade.
Conheço muitos adultos que não puderam mamar em bebés e são pessoas extremamente dadas e dedicadas à famíla. Saúde até hoje também não lhes faltou.
Que acho estranho uma criança de 7 anos ainda mamar, acho. Não estou habituada a ver e tenho sérias dúvidas nos benefícios do desenvolvimento emocional desse futuro adulto. Mas são opções. Da mãe.
Claro que isto me faz lembrar um episódio do Desperate Housewives que retrata precisamente uma sitação do género:
Lynette and Ed hire a new partner to the advertising firm, Veronica, who is a young mother. When she asks Lynette if she will be able to breastfeed her son Donovan, which she says was a problem at her last job, Lynette tells her it should not be a problem. However, when the other partners learn that Donovan is 5 years old, they find it a little abnormal that she is still breastfeeding. Ed then forces Lynette to confront her and ask her to close the drapes but also to wean him off, as he fears the firm could suffer if a client comes in and sees it. Although Veronica initially defends herself saying that breastfeeding keeps weight off her like exercise can't. And when Lynette confronts her over the age factor, she further defends it with the health advantages of breastfeeding that are proven and she goes on to compare Donovan's behavior in the nursery with the Scavo boys as "proof" of this. She then firmly warns Lynette of legal action if she persists. Later, when it seemed that all was lost, Lynette spots Donovan asking for his mom and asks him if he would like a chocolate milk instead. Donovan takes a liking to the milk and does not want his mother's milk anymore. This causes Veronica to become upset since without nursing she will become fat again. Lynette tries her best to comfort her but is satisfied that her scheme was a success.
Claro que aqui a principal razão da amamentação tão tardia tem a ver com o facto de a mãe se conseguir manter em forma, i.e magra, com a amamentação. Ao que parece uma fonte de cosumo de energia bestial.
A mim não me apanham nessa dedicação. É isso e a criopreservação de células estaminais para bancos privados.

1 comentário:

Bo disse...

Bem, sou uma leiga no assunto mas posso afirmar-te desde já que, pelo menos na dentição, mamar até tarde promove alterações patológicas. De resto, não sei se é necessário até porque os laços e as ligações se criam nos primeiros tempos. Mas cada um com a sua opinião claro. *